O Twitch tem revolucionado a indústria de jogos online. Com mais de 100 milhões de visitantes mensais, como é que sites de poker como o “888 Poker” conseguem fazer parte deste processo?


Depois do meu divórcio, sabia que tinha de lutar pela atenção do meu filho, mas esperava que a minha nêmesis fosse a minha ex-mulher e não uma estrela do Youtube chamada “PewDiePie”. Fui ganhando curiosidade quando o meu filho passava horas fechado no quarto a olhar para o telemóvel, a rir como um kamikaze enlouquecido no seu primeiro e único ataque suicida.


Preocupado que ele estivesse a ver algo da “biblioteca” adulta, olhei e lá estava um maluco sueco, a disparar e a gritar enquanto jogava jogos de computador velhos.


“E tu gostas disso?” perguntei eu.

“Eu adoro”, veio a resposta antes de me afastar do seu quarto.

Não entendi.

Como é que passámos de xadrez e damas para isto?

Entretenimento?

A sério?

Passado alguns anos e os likes do PewDiePie tornaram-se uma inspiração para milhares de pessoa que aprenderam que é possível tornar a paixão dos videojogos numa carreira lucrativa.
A Amazon juntou-se aos usuários de plataformas de streaming quando em 2014 adquiriu o Twitch Interactive por $970 milhões. Foi dinheiro fácil porque, em 2015, o Twitch atingiu 1.5 milhões de broadcasters e 100 milhões de visitantes por mês.


De acordo com a equipa de pesquisa de mercado SuperData Reserach, a indústria de videojogos gerou $91 biliões em receitas em 2016, dos quais $34 biliões provenieram de jogos de PC, a maior parte do tráfego do Twitch.


O poker junta-se à festa

Jeff-Gross-poker

Jason Somerville ganhou mais de $2.2m a jogar poker online, e $3.6m a jogar em torneios online culminando com uma bracelete do World Series of Poker (WSOP), em 2011.
Um Youtuber decidido, Somerville fez a mudança para uma transmissão do seu jogo no Twitch há cerca de quatro anos atrás. Mal sabia ele que estava a começar a  levar a elasticidade do poker media para um ponto de quebra absoluto.


“Não me consigo lembrar exatamente do meu primeiro dia no Twitch, mas foi por volta de há quatro anos atrás para uma mão cheia de visualizadores”, disse-me Somerville. “Eu sempre pensei que o Twitch fosse uma ótima plataforma para o poker e aproveitei a partilha das minhas sessões com os fãs desde o início.”

A partir deste momento, as salas de poker online demoraram a entender o valor da transmissão ao vivo, e não o foi até que Somerville transformou uma mão cheia de visualizadores numa massa de movimento onde o pica-pau parou de bater na mesma árvore velha e olhou para o homem conhecido como Jcarver.

PokerStars escolheu Somerville como membro da equipa Pro em Fevereiro de 2015 e, armado com uma massa de seguidores desenvolvida organicamente através do Twitch, Somerville rapidamente se tornou numa das principais figuras da indústria do poker.

Eu tenho 1k de subscritores e recebo entre $2.50-5$ por subscritor”. Talbot

Mantém as tuas cartas perto e a tua estratégia ainda mais perto

Em 1999, uma companhia de produção televisiva britânica chamada Presentable tentou desesperadamente criar um programa de poker para o Channel 4. No entanto, houve um grande problema – não conseguiam atrair os jogadores.

O princípio por detrás de Late Night Poker era mostrar os torneios online com uma câmara escondida dando àqueles que assistiam em casa uma oportunidade de ver as hole cards dos jogadores. Poucas pessoas queriam fazer parte disso porque se preocupavam que os jogadores de poker profissionais usassem a informação contra eles.

dominik-nitsche-poker

Quase duas décadas depois, os streamers do Twitch não mostram apenas as suas hole cards; eles também partilham os seus processos de pensamentos por detrás de cada jogada.
Os jogadores de poker nunca davam tanta informação aos seus adversários, e numa era em que se diz que as vantagens são ainda mais óbvias, a questão é - porquê?

Parker “TonkaaaaP” Talbot é um streamer do Twitch que já ganhou mais de $3m a jogar online e $250,000 a jogar ao vivo. Depois de rapidamente se ter tornado num dos canais de poker online mais assistidos no Twitch, em Janeiro de 2018, o “888Poker” assinou-o para representar o site como um embaixador.
 

“Eu comecei a transmitir porque me apaixonei pelo poker”, disse Talbot.

“O meu amigo e companheiro streamer, Jaime Staples, sugeriu que, para restabelecer o meu mojo, eu deveria fazer streams. Então, eu saí, comprei um microfone e fiz exatamente isso. Não havia um plano. Eu vejo videojogos há anos e pensei “porque não tentar?”.


Mostrar as grandes armas do Twitch

Jaimes Staples reescreveu as regras do patrocínio do poker quando, em Abril de 2015, se juntou à PokerStars como membro da equipa online. Antes da nomeação, Staples não era um nome familiar no sentido tradicional, e a sua nomeação fez com que o mundo do poker acordasse e se apercebesse que as regras tinham mudado. Já não era suficientemente bom ganhar torneios; era preciso que tivesse também seguidores e, para isso, era preciso ser uma marca pessoal.

“O meu primeiro stream foi no passado Outubro de 2014”, disse Staples. “Não tinha a certeza do que esperar do mesmo. Acho que atingi uma audiência máxima de 25 pessoas. Foi divertido jogar e falar sobre poker. Era algo que costumava fazer de vez em quando, sem transmissão, porque me ajudava a concentrar. Falar acerca de decisões de poker torna claro aquilo que tu sabes ou não sabes.”

“Desde aí praticamente tudo mudou. A comunidade cresceu e tornou-se massiva no Twitch com dezenas de milhares de pessoas a assistir poker todos os dias. Da mesma forma, eu e outros broadcasters temos trabalhado arduamente para tornar o que divulgamos mais atrativo para os visualizadores. Percorremos um longo caminho em 2 anos e meio!”

“Eu adoro poker, e esta é a minha maneira de deixar uma marca nele. Decidi, quando comecei a jogar a tempo inteiro como jogador de poker, que queria participar na indústria apenas para jogar. A abordagem de absorver tanto dinheiro quanto possível e, de seguida, ficar um dia sem jogar não era um papel suficientemente importante no jogo, se a minha vida se fosse basear nisso. Por isso, comecei a partilhar o jogo com os outros.”

Então, Talbot começou a revigorar o seu jogo, e agora ele adora. Staples começou porque ele adora o jogo e, por isso, não deveria ser novidade que Somerville tenha começado a transmitir pelas mesmas razões.

“Comecei a transmitir no Twitch primeiramente porque gostava de o fazer, e porque acho que é ótimo e uma maneira moderna de conectar com os fãs e mostrar-lhes o jogo que sempre me deu tanto.” Disse Somerville.


Às vezes, o poker pode fazer com que um pacifista queira ir para a Coreia do Norte e juntar-se a um programa de mísseis nucleares – tal não é o tédio que até arremessam as suas cartas para a lama. E, consigo ver como é que o streaming ajuda a diluir esse tédio.
Mas e então, os fãs?

Porque é que eles se sintonizam quando podem assistir House of Cards, fazer amor, ou jogar futebol?

Mais de 1.6M visualizações do canal. Jeff Gross.

Obter valor de/para uma stream Twitch

Depende a quem perguntas”, Diz Staples quando lhe perguntei acerca do valor que os seus fãs recebem. “As pessoas vêem streams por múltiplas razões. Entretenimento, para aprender, um sítio para relaxar, um sítio para rir. Para algumas pessoas, é um sítio para ‘gozar com’ (trolls). Para a indústria em geral, espero mostrar e promover as partes positivas do jogo do poker e torná-lo numa transição mais fácil para as pessoas experimentarem. E também acho que a minha stream cria uma comunidade que me dá ainda mais razões para continuar a jogar.”

Jason Somerville partilha da mesma opinião.

“Alguns fãs sintonizam-se para aprender algo sobre poker, outros apenas por entretenimento. Eu tentei misturar ambos os elementos em cada episódio desde o começo de “Run It Up,” disse Somerville.

Há duas maneiras de se envolver com um Twitch Broadcast. A primeira é seguir o seu streamer de eleição. Não precisa de pagar para fazer isso e receberá um e-mail a informar quando o seu streamer estiver em live.


A segunda opção é subscrever, e aqui existem várias opções de pagamento mensal de $4.99, $9.99, ou $24.99 e é aqui que eu acho que todo o processo é questionável quando se trata da proposição de valor.
Se os seus seguidores ganham acesso às suas streams gratuitamente e estão subsequentemente entretidos enquanto aprendem como jogar poker como um profissional, então porquê subscrever?
 

“Isto é para o senso da comunidade, para apoiar o streamer e as ações”, disse Talbot. “Quando tu recebes uma parceria, recebes duas ações que são específicas do canal e, se te inscreveres, recebes essas ações. Depois de atingirmos a marca dos 1k de subscritores, recebes 20 ações.”

Talvez seja a minha idade.


Consigo entender o desejo de ajudar o streamer e querer fazer parte de uma comunidade.
Mas e as ações?


Não consigo meter essa ideia na minha cabeça.


Talbot tem mais de 60.000 seguidores, quase 5 milhões de visualizações e cerca de 1.000 subscritores. Se eu fosse um streamer do Twitch, o meu objetivo principal seria fazer uma triagem dos meus 60.000 seguidores para garantir que tivessem as seguintes dez bases:


1. Ser obsessivo sobre como o meu stream faz os meus seguidores se sentirem;
2. Ajudar os meus seguidores a aceitarem a filosofia da comunidade;
3. Criar algo de valor que nem todos irão valorizar;
4. Questionar continuamente como é que posso melhorar;
5. Ouvir mais do que falo;
6. Fazer sempre aquilo que digo que vou fazer;
7. Evitar ganhos de curto prazo para estratégias de longo prazo;
8. Encantar deliberadamente os seguidores;
9. Aprender a ter empatia com os seguidores;
10. Ser preocupado com os seguidores como faria com um cachorrinho.


Acredito que se um streamer puder estar no topo disto, aprenderá como fornecer um valor adicional aos seus seguidores, e, daí, estará a preparar-se para receber  subscritores instantâneos. E, não tenho a certeza se, oferecer ações ao mesmo, estará no topo da lista.


“Acho que os meus visualizadores gostam da atitude positiva que eu trago o jogo, das dicas de poker que eu forneço, e eles gostam de seguir a história que eu continuo a contar”, disse Staples. “Um profissional médio de poker, a tentar tornar-se num dos melhores profissionais de poker, enquanto cresce e descobre o resto da vida.”


Para mim, o Staples consegue tudo.


Quando ele assinou a primeira vez pela Stars a pessoas ficavam, do género, quem é Jaime Staples? E agora pode descobrir o “Como” ao assistir a stream dele, e, na minha opinião, há algum valor agregado a ser oferecido a um subscritor.


Mas o que faz um streamer eficaz, e poderá toda a gente sê-lo?


Twitch: Os truques do comércio


Nem toda a gente consegue viver a fazer streams no Twitch. Não é uma máquina de fazer dinheiro instantânea.


“Eu tenho 1k de subscritores e recebo entre $2.50-5$ por subscritor com o Twitch a receber o resto,” disse Talbot. “Os streamers mais novos ganham $2.50 e quanto mais tempo dura a stream, mais percentagem eles ganham”.

“Tens de te candidatar a uma parceria com o Twitch, assim que fores aprovado, podes começar logo a ganhar dinheiro. O contrato de toda a gente é diferente, dependendo do tipo de jogo que estás a jogar, mas eu acredito que precisas de cerca de 100-200 visualizadores simultâneos antes que o aplicativo veja um conjunto de olhos. É muito mais rigoroso para streamers de vídeojogos – 500 visualizadores simultâneos, acho eu.”

Ninguém quer estar a fazer stream para um monte de cadeiras vazias. Imagino que há uma sensação de calor que aumenta quando há a ascensão da contagem de subscritores e seguidores da mesma forma que o nosso saldo de contas de poker online se costumava acumular.

Então, quais são os segredos para o crescimento de uma audiência?

“Existem muitas razões pelas quais as pessoas assistem às streams,” disse Staples. “Eles podem ser divertidos, ou serem bons professores, ou até mesmo chocantes, ou super consistentes em estar online, ou jogar com as maiores apostas, ou executar um desafio que as pessoas gostem”.

“Há toneladas de opções disponíveis! Vou dar uma resposta um pouco clichê e dizer que aproveitar isto é a coisa mais importante a fazer. Eu acho que o caminho para o sucesso é possível para quase todas as personalidades, mas é preciso trabalhar no duro o suficiente para torná-lo realidade. Isso só vai acontecer se gostares.”

Como é o chamado “trabalho duro” para um streamer?

"O trabalho duro e os tempos dedicados a streaming são importantes”, disse Talbot. “No começo, o meu horário era Terça, Quarta, Quinta, Sábado e Domingo, com streaming a começar às 11h e a terminar quando terminasse. Hoje, tenho praticamente o mesmo horário, exceto que começo às 13h”.

“O teu reconhecimento no mundo do poker também é importante. Os resultados vão gerar tráfego no começo. Começas a ver algumas pessoas a ter outras preferências como a Timex e Sorel Mizzi e elas ganham mais tração do que uma pessoa aleatória que começou a jogar poker há um ano. Mas não importa se o teu nome é conhecido ou não, tens de fazer stream constantemente para que a tua comunidade cresça.”

“Também precisas de ser decente no jogo em que estás a fazer stream. No poker, é mais importante do que nos videojogos. Há muitos jogadores streamers que têm personalidades hilariantes e as pessoas ficam-se por isso. No Twitch, é aceitável que sejas bom jogador, divertido ou, a melhor combinação, ambos. No poker, tens de ter algum conhecimento e saberes do que estás a falar.”

Somerville concorda com Parker e Staples:

“Ser um streamer do Twitch bem sucedido exige uma mistura de talentos e características. Precisas de ser consistente, envolvente, único, divertido e interessante de uma maneira ou de outra.”
E enquanto a stream vai rolando e os visualizadores estão a ser entretidos, eles também são altamente privilegiados por estar a assistir a um grupo de jogadores vencedores a ensinar como jogar poker. Para mim, parece ser a melhor ferramenta de treino – nem todos concordam.

“O Twitch não é uma ferramenta de treino, é entretenimento”. Dominik Nitsche

Usar o Twitch como ferramenta de treino

Dominik Nitsche ganhou mais de $4 milhões a jogar em torneios online e $6,6 milhões em torneios ao vivo, incluindo um título do World Poker Tour (WPT) e três braceletes WSOP.

Nitsche competiu na primeira temporada da Global Poker League (GPL) a representar o Berlin Bears e agora representa o “888Poker” como embaixador, onde se tornou um streamer regular do Twitch.

Nitsche é notório pelo trabalho árduo que ele coloca longe das mesas, e por isso, eu perguntei-lhe sobre as vantagens do Twitch enquanto ferramenta de treino, e a sua resposta surpreendeu-me.

“Eu diria que o Twitch como uma ferramenta de treino é classificado como ‘muito baixo’”, disse Nitsche. “O Twitch não é uma ferramenta de treino, é entretenimento, pelo menos da maneira que eu faço stream. Eu tento sempre manter isto divertido, em vez de me aprofundar a cada jogada que faço. O jogo é muito rápido para derrotar mãos de poker durante o jogo.”

Jason Somerville tem uma visão diferente:

“Há dez anos atrás, o conceito de poder assistir a um profissional de topo a jogar poker enquanto suava as suas hole cards num pequeno atraso era inconcebível. Há vinte anos atrás, não havia nem hole cards nas transmissões de TV!” disse Somerville. “O conteúdo do poker ainda está na sua infância, a crescer e a mudar aos poucos a cada ano. O Twitch está muito bem posicionado como uma plataforma para aprender – sendo possível não só assistir a chefes como ‘ElkY’ ou ‘Nanonoko’ a jogar, mas também de poder fazer perguntas no chat sobre o porquê de ser um tremendo recurso de treino.”

Staples fica algures entre o meio:

“É uma coisa tão relativa”, disse ele. “A jornada do poker é vasta nos seus diferentes níveis. A sua primeira hand para um ano depois, acho que é a melhor opção para o único material de estudo. Depois disso, faz sentido adicionar mais informações diretas sobre o estudo, obter mais trabalho quantitativo, treinadores, software de simulação, etc. É uma questão tão pessoal que se resume aos objetivos das pessoas no jogo, como elas aprendem, que tipo de tempo têm de investir, o que elas gostam de aprender, etc.”

Parker também compartilha a visão de que o Twitch é um valioso recurso de treino para iniciantes, mas, à medida que expandem os seus conhecimentos, também devem procurar ferramentas de treino mais específicas.

“Sites de treino online como o ‘Run It Once’ e o ‘Upswing Poker’ oferecem coisas mais específicas do que o Twitch”, disse Talbot. “Se fores novato no jogo ou um jogador intermediário, um canal do Twitch é um ótimo lugar para começar porque é um recurso grátis. Mas, se fores um jogador mais experiente, um site de treino onde um jogador está a dissecar um lugar por 15-20 minutos é mais útil.”

E como é que o streaming afeta o jogo dos streamers?

Não sou especialista, mas quando passo algum tempo a ensinar alguém a jogar poker, acho sempre o ato de verbalizar o meu processo de pensamento muito útil.
Parker Talbot não concorda.

“Acho que é um mito”, disse Talbot. “É uma má maneira de pensar e uma maneira contraintuitiva de pensar. Se quiser falar em voz alta, faça isso com um amigo e tire ideias um do outro. Mas, se fizer isso para si mesmo, não será uma coisa benéfica para a sua curva de aprendizagem.”

Para além disso, Talbot notou uma mudança no seu jogo desde que faz streams a tempo inteiro:

“O meu jogo sofreu algumas alterações, sempre a mudar as coisas, sabendo que as pessoas me estão a observar, especialmente nos torneios”, disse Talbot. “Se eu fizer um grande bluff nos torneios, , em cinco minutos, a pessoa a quem eu fiz esse bluff, irá saber e eu não irei ter a mesma informação. Eu não acho que haja grandes pontos positivos nisso, mas também não acho que esteja a perder severamente.”

Streaming não mudou o jogo de Dominik Nitsche, de todo.

“Eu jogo da mesma maneira. Como disse anteriormente, o streaming é principalmente para entretenimento para mim, e, por isso, eu não sinto que estou a dar uma tonelada de informações.”

Por outro lado, streaming pôs a vida no poker de Jason Somerville de pernas para o ar.

“Atualmente, considero-me um jogador de poker recreativo.”, disse Somerville. “Eu não gasto muito do meu tempo a trabalhar no meu jogo fora das mesas, e raramente jogo off-stream. E estou bem com isso depois de ter dedicado uma grande porção dos meus 20 anos ao jogo, e ainda acho que fico razoavelmente melhor por ter que pensar constantemente e explicar as minhas escolhas para o público do Twitch.”

Staples também fala sobre a enorme pressão que a stream coloca na sua vida, o que significa que coisas como estudar terão de sair da sua rotina.

“Eu tive menos tempo para estudar do que esperava”, disse Staples. “Mas também aprendi mais rápido a jogar do que se não tivesse utilizado streams. É um dar-e-receber. Também tenho acesso a alguns dos melhores jogadores com alguma notoriedade criada pela minha stream. Tenho uma ótima oportunidade para aprender agora.”

Este último ponto é importante. Quando Staples foi escolhido pelo PokerStars, elevou a sua marca para um novo estrato, e não é exagero dizer que, sem esse acordo, ele não teria acesso às mentes que tem hoje.

E ele não é a única pessoa a ver o seu valor a aumentar como resultado deste novo fenómeno dentro do poker.

O Twitch como uma fonte de receita

“A transmissão no Twitch tem sido fantástica e fundamental para estabelecer as parcerias do Run It Up com a PokerStars, Peppermill Reno, Crown Melbourne e Aussie Millions, só para citar algumas,” disse Somerville. “Sou muito grato às centenas de milhares de fãs que sintonizam e me acompanham em qualquer mês, e é graças a eles que sou capaz de obter tantas oportunidades para eventos RIU [Run It Up] ou conteúdo especial.”

Somerville é o mestre quando se trata de fazer crescer a sua marca e  gerar movimento para obter lucro e agregar valor para os seus fãs. Mas os outros estão a aprender rápido.

“O Twitch criou fontes de receita adicionais fora do jogo”, disse Staples. “O rendimento consistente do poker é bastante impressionante. Em 2015, assinei com o PokerStars como embaixador. Desde então, juntei-me à Equipa Online. É uma oportunidade incrível que vem com recursos espetaculares para tentar e crescer. O streaming também criou uma comunidade que eu posso usar para outras coisas, caso eu queira fazer isso.”

E alguns streamers podem ganhar alguns dólares jogando outros jogos durante a transmissão. Tomemos Parker Talbot como exemplo:

“Uma vez ganhámos $30k a jogar Blackjack no 888casino, numa noite”, disse Talbot. “Foi uma viagem bem louca. Durante os primeiros 3-4 meses de stream, houve uma quarta-feira em que eu fiquei bêbado e convidei um amigo para participar no stream, e esse foi o resultado de uma maratona de Blackjack bêbado.”

Num contexto mais sério, Talbot também pode sentir o seu papel na comunidade de poker a mudar por causa do Twitch e do seu relacionamento subsequente com o 888poker.

Sou um jogador de poker profissional e sou lucrativo nos jogos em que jogo, mas consigo sentir-me a transitar de um jogador de poker para um animador e embaixador do jogo,” disse Talbot.

Legenda da figura: Doug Polk - um dos principais streamers de poker no Twitch

Twitch: O futuro do Poker?

Embora demorem a sair do poço, tanto o 888poker como o PokerStars dominam o talento do Twitch. Parker Talbot é um embaixador do 888poker, e Doug Polk também tem um trabalho não-embaixador na sala de poker online.

A PokerStars assinou com Jason Somerville, Jaime Staples, Felix Schneiders e o recente vencedor do Big Brother Canada, Kevin Martin, para além dos streamers regulares que já tem, como por exemplo, Bertrand “ElkY” Grospellier, Randy “Nanonoko” Lew, e Lex “RaSZi” Veldhuis.

A indústria de videojogos é uma indústria de $91 biliões, e é aí que uma grande parte dos futuros jogadores de poker online estarão, por isso, faz sentido que as salas de poker online se mantenham lá também.

Será que isto significa que as salas de poker online podem fabricar estrelas do Twitch do futuro em vez de esperar que um Jaime Staples ou Parker Talbot surja do nada?

Talbot é um pouco cético:

“Poderia funcionar”, disse Talbot, “Mas eu ainda acredito que o melhor caminho a seguir é que um site online assuma um streamer estabelecido e molde o seu público para a comunidade da sala de poker online.”

E como é que os streamers do Twitch poderão adicionar mais valor?
Quando os sites de treino online surgiram durante a era CardRunners, o conceito de assistir a uma gravação de alguém a jogar foi revolucionário. Hoje, jogadores de poker preguiçosos ainda seguem o mesmo modelo.

O Twitch será o mesmo?

Irão os jogadores de poker preguiçosos sair e comprar um microfone, montar um canal e começar a jogar, sem qualquer pensamento pré-definido de como ser diferente dos Somerville’s , Staples’s e Talbots’s existentes no mundo?

“Para que eu adicione mais valor, teria de descobrir uma maneira de externalizar as partes da vida que me estão a atrasar, para que me possa concentrar no estudo, na saúde e na criação de conteúdo,”, disse Staples. “Fazendo streams durante mais horas, fazendo mais vídeos, ir atualizando mais noutras plataformas, etc. Eu (e nós, como uma marca PokerStars) tornei-me muito lento na tomada de decisões e na execução de uma ação. Gostaria de voltar a ser capaz de me mover super-rápido.”

Mas nem toda a gente tem um plano para assumir o universo do Twitch.

“Não tenho planos que se estendam por 5-10 anos”, disse Talbot. “O meu plano para o próximo ano é fazer imensos streams, ganhar alguns torneios de poker e ver até onde vai. Fazer planos não faz parte de mim.”


Correr com os “patrões” do Twitch

O mundo do Twitch é dominado por streamers de vídeo-jogos, com o poker a tornar-se um nicho no mercado. Durante a minha conversa com Parker Talbot, ele disse-me que, de vez em quando, as pessoas entram na sua stream sem saber que existem pessoas a transmitir poker no site.

Talbot também acredita que será extremamente difícil para o poker entrar no mais alto escalão do streaming do Twitch por causa da história, demografia e popularidade de jogos como Dota2, League of Legends (LOL) e Counter-Strike.

“O poker é maior do que uma tonelada de outros grandes jogos, mas nunca chegará ao ponto de Dota2, LOL no Twitch; simplesmente não vai acontecer”, disse Talbot. “Em termos de números de subscritores e visualizadores, o poker estará sempre no meio da lista. Pode fazer parte de uma listagem do Top 10, mas nunca de uma do Top 3.”

Aqui está a lista atual do Top 10 Twitch Viewer conforme SocialBlade.com:

Riotgames (LOL) - 903,426,408 visualizações do canal
Starladder1 (Dota2) - 343,939,881
Beyondthesummit (Dota2) - 317,291,043
Esltv_cs (Counter-Strike) - 237,043,813
Esl-csgo (Counter-Strike) - 237,043,813
Imaqtpie (LOL) - 211,370.846
Tsm_theboddone (Fire Emblem Echoes) - 195,180,959
Tsm_dyrus (LOL) - 191,627,773
Dyrus (LOL) - 191,627,725
Shadbasemurdertv (Creative) - 185,134,560
 
Colocando isto em perspectiva, aqui estão os números e classificação de alguns jogadores de poker acima mencionados.
 
357 - Jason “jcarverpoker” Somerville - 18,368,330 visualizações de canal
 
1,038 - Jaime “pokerstaples” Staples - 6,797,547
 
1,378 - Parker “tonkaaaaP” Talbot - 4,928,452
 
2,103 - Felix “xflixx” Schneiders - 3,016,752
 
2,143 - Lex Veldhuis - 2,949,971
 
2,344 - Doug “DougPolkPoker” Polk - 2,643,199
 
2,616 - Kevin “kevinmartin987” Martin - 2,315,265
 
3,280 - Bertrand ‘ElkY’ Grospellier - 1,763,221
 
3,452 - Randy “nanonoko” Lew - 1,664,447
 
3,504 - Jeff ‘jeffgrosspoker’ Gross - 1,631,951
 
5,614 - Daniel ‘dnegspoker’ Negreanu - 899,521
 
7,686 - Bill “thirstlounge” Perkins - 588,016
 
Como se pode ver, ser um dos primeiros a adotar o sistema funcionou bem para Somerville, e nós já sabemos como é que as pessoas são, quando ganham algo, querem-no manter para sempre.
 

Arredondando

Depois de conversar com o gangue, fica claro que o Twitch é um excelente afluente do poker para encontrar mais jogadores, especialmente jogadores de videojogos, que estão mais inclinados a fazer crossover.

Falando com Parker Talbot sobre isso, perguntei-lhe se ele achava que uma sala de poker online seria inteligente ao contratar um jogador de videojogos com um  grande número de subscritores e depois ensiná-los a jogar e a fazer streams de poker.

Talbot achava que, se tal pessoa existisse, já estaria no poker.
Os streamers que dominam as tabelas do poker são todos jogadores excepcionais que fundem o humor com a sua marca para oferecer entretenimento e educação.

Apesar de serem lentos, acho que o 888 Poker e o PokerStars se saíram bem com as contratações que fizeram. O principal objetivo para um embaixador foi sempre divulgar a sala de poker online e que melhor maneira de fazer isso do que contratar alguém com seguidores prontos.


A minha única preocupação é que o Twitch caia na mesma situação que os sites de treino de poker online caíram. Agora é hora de as pessoas começarem a olhar para as suas streams e responder às dez perguntas que eu coloquei no artigo anteriormente.

Se estiverem a fazer streams puramente por diversão, ignorem esses problemas. Se estiverem a fazer streams porque querem ganhar a vida com isso, então precisam de se posicionar de uma maneira diferente dos seus concorrentes. Não vejo isso a acontecer atualmente.

E podemos ganhar a vida a fazer streams.
Jason Somerville, vencedor de uma bracelete das WSOP, e um dos jogadores mais talentosos do jogo, admitiu que agora é um jogador recreativo devido ao seu investimento em streams.
Park Talbot, outra estrela brilhante do mundo online, está-se a afastar do papel do jogador de poker profissional para se tornar um artista de entretenimento.

E PewDiePie, a jovem estrela sueca que me rouba o amor do meu filho, foi nomeado como uma das 100 pessoas mais influentes do mundo em 2016 pela revista Time. Ele ganha cerca de $15 milhões por ano a fazer vídeos no Youtube, agindo como um maníaco e a fazer o dia do meu filho.

Artigos Relacionados
A Mão Royal Flush no Poker

Royal Flush: A Mão Imbatível

Poker Online Gratuito

Poker Grátis

Os Melhores Fóruns e Comunidades de Poker em Portugal

Foruns de poker de Portugal

Como Jogar Poker

Como Jogar Poker

Tudo Sobre as Fichas de Poker nos Casinos

Aprenda como surgiram as fichas de poker nos casinos